Unidade Acadêmica

Instituto de Química

IQUFU
por Portal IQ
Publicado: 20/02/2019 - 00:00
Última modificação: 13/06/2022 - 15:11

APRESENTAÇÃO

O Instituto de Química da Universidade Federal de Uberlândia (IQUFU) é uma Unidade Acadêmica da Universidade Federal de Uberlândia responsável por cursos de Graduação e Pós-Graduação.

O IQUFU apresenta 50 docentes distribuídos entre os Campi Uberlândia-Santa Mônica (43 docentes), Monte Carmelo (3 docentes) e Patos de Minas (4 docentes). O IQUFU conta ainda com uma equipe técnica de 21 profissionais. A infraestrutura para pesquisa, ensino e extensão que o IQUFU apresenta proporciona condições adequadas para formar profissionais com excelência.

Atualmente o IQUFU possui dois cursos de graduação em Química: Bacharelado em Química Industrial e Licenciatura em Química, dois cursos de pós-graduação (mestrado e doutorado): Química (PPGQUI) e Biocombustíveis (PPGBiocomb) e um curso de pós-graduação em nível mestrado profissional: Ensino de Ciências e Matemática (PPGECM)

Os cursos de graduação em Química em suas duas modalidades (Licenciatura e Bacharelado) e os cursos de Pós-graduação

(Mestrado e Doutorado) visam formar e especializar profissionais altamente qualificados, com uma ampla e sólida base conceitual na área de Química e nas especificidades dessas modalidades.

O objetivo do IQUFU é atender as necessidades sociais, locais, regionais e nacionais, em consonância com legislações educacionais e profissionais.

 

HISTÓRICO

Estrutura

Em 1978, a lei no. 6.532 federaliza a Universidade de Uberlândia, que era autorizada pelo Decreto-lei no. 762/1969, e se torna Universidade Federal de Uberlândia,  com ela é criado o Departamento de Engenharia Química (DEENQ) vinculado ao Centro de Ciências Exatas e Tecnologia (CETEC).

Em 1985, a Resolução no. 02/1985 do Conselho Universitário desdobra o Departamento de Engenharia Química em Departamento Engenharia Química e Departamento de Química.

Em 1999, a Resolução no. 05/1999 do Conselho Universitário autoriza a criação do Instituto de Química da Universidade Federal de Uberlândia.

Em 2007, o Instituto de Química foi contemplado com vagas de docentes, técnicos e de graduação devido ao Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (REUNI).

Em 2010, as Resoluções de no. 09/2010 e 10/2010 do Conselho Universitário aprovam, respectivamente, a criação do Campus Monte Carmelo (na cidade de Monte Carmelo, assista ao vídeo Institucional sobre esse campus: https://www.youtube.com/watch?v=cY3uvvkAk-s) e a criação do Campus Patos de Minas (na cidade de Patos de Minas, assista ao vídeo Institucional sobre esse campus: https://www.youtube.com/watch?v=aS9NSed1aMM). Com isso, o Instituto de Química passa a contratar docentes que foram alocados nesses Campi para atender as demandas da área de química dos cursos abertos.

Em 2017,  a Resolução CONIQ no.1/2017 aprova o regimento do Laboratório Multiusuário do Instituto de Química (LAMIQ) a qual baseou-se na Resolução CONPEP no.06/2015 que dispõe sobre as normas de utilização de equipamentos multiusuários institucionais.

Em 2019, a Resolução no. 17/2019 do Conselho Universitário aprova a criação da Coordenação de Extensão do Instituto de Química (COEXT-IQUFU).

Em 2021, a Resolução no. 23/2021 do Conselho Universitário aprova a criação da Central de Análises Químicas (CEAQ) e o seu Regimento.

 

Cursos de Graduação

O Curso de Graduação em Química tem sua origem no Curso de Licenciatura em Ciências – Habilitação em Química. Este último teve suas atividades iniciadas na extinta Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Uberlândia. Com a criação da Universidade e sua federalização em 1978, o Curso integrou-se à nova estrutura, ficando inserido no Departamento de Engenharia Química.

Em 1986, a Resolução no. 06/1986 do Conselho Universitário autoriza a criação do Curso de Química na modalidade Bacharelado e que fica alocado no já criado Departamento de Química (em 1985). O colegiado do curso de Licenciatura em Química precisou absorver atividades do curso de Bacharel em Química, passando a denominar-se Colegiado dos cursos de Química.

Em 1987, a Resolução no. 06/1987 do Conselho Universitário extingue os cursos de Licenciatura de Curta duração e os Cursos de Licenciatura Plena em Ciências: Habitação em Química, Matemática e Biologia e cria o Curso de Licenciatura Plena em Química, com seu currículo próprio.

Em 2007 e 2008, as Resoluções de no. 09/2007 e 09/2008 do Conselho Universitário definiram o desmembramento do Curso de Graduação em Química (Bacharelado e Licenciatura) e criação do Curso de Graduação em Química (Licenciatura) e Curso de Graduação em Química Industrial (Bacharelado), com seus colegiados e resoluções próprias.

 

Cursos de Pós-Graduação

Em 1997, a Resolução no. 03/1997 do Conselho Universitário aprova o Programa de Pós-Graduação em Química (PPGQUI), em nível de Mestrado, tendo sido organizado um Regimento para este curso por uma Comissão de Pós-Graduação do Instituto de Química. O curso de mestrado foi recomendado pela CAPES em 04 de dezembro de 1997, com início de funcionamento em março de 1998.

Em 2005, a Resolução no.13/2005 do Conselho Universitário aprova a implantação do Programa Multiinstitucional de Doutorado em Química. A avaliação CAPES entre 2006 a 2007 resultou em conceito 3 e entre 2008 a 2012 resultou em conceito 4.

Em 2012, a CAPES apreciou a proposta de independência do curso de Doutorado em Química entre as três universidades e aprovou o Curso de Doutorado em Química na UFU, a partir de 2013. Assim, a Resolução no. 13/2012 do Conselho Universitário autorizou a implantação do Curso de Doutorado em Química no Programa de Pós-Graduação em Química (PPGQUI). Na avaliação da CAPES referente ao triênio 2010-2012, o Programa de Pós-Graduação em Química (Mestrado) alcançou o conceito 5. Em razão do Curso de Doutorado em Química/UFU ser aprovado pela CAPES em 2012, este Curso não fez parte da avaliação trienal (2010-2012) e, portanto, recebeu o conceito 4. Na última avaliação da CAPES em 2017 referente quadriênio 2013-2016, o programa alcançou o conceito 5. Atualmente, o PPGQUI dispõe de um novo Regulamento do Programa de Pós-graduação em Química (mestrado e Doutorado) através da Resolução no. 3/2020 do Conselho de Pesquisa e Pós-Graduação. O(a) ingressante deverá apresentar curso de graduação de longa duração (graduação plena) concluído e reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC), na área de Química. Excepcionalmente, mediante autorização do Colegiado, poderão ser aceitos cursos de graduação de longa duração (graduação plena) reconhecidos pelo MEC, de áreas correlatas, tais como: Ciências Farmacêuticas, Bioquímica, Biotecnologia, Física e Engenharias.

Em 2012, a Resolução no. 27/2012 do Conselho Universitário autoriza a criação do Programa de Pós-graduação em Biocombustíveis nas modalidades mestrado e doutorado. Este programa é administrado pelo consórcio formado pelo Instituto de Química-UFU e Universidade Federal dos Vales de Jequitinhonha e Mucuri. Atualmente, esse programa dispõe de um novo Regulamento através da Resolução nº 2/2020 do Conselho de Pesquisa e Pós-Graduação. 

 

Em 2011, a Resolução 19/2011 do Conselho Universitário  autoriza a criação do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática na modalidade Mestrado Profissional. Em 2013 o PPGECM tem seu início com a Portaria no. 268 do MEC.  Este programa é administrado pelo consórcio formado pelo Instituto de FísicaInstituto de QuímicaFaculdade de Matemática e pelo Instituto de Ciências Exatas e Naturais do Pontal. O PPGECM conta com professores doutores nas áreas de ensino de Física, Química, Biologia e Matemática com ampla experiência na Educação Básica e no Magistério Superior. Atualmente, esse programa dispõe de um novo Regulamento através da Resolução nº 14/2018 do Conselho de Pesquisa e Pós-Graduação. O Programa é destinado, prioritariamente, a professores da Educação Básica (Fundamental e Médio) das escolas públicas ou privadas, que sejam graduados em Ciências Biológicas, Física, Química ou Matemática. A critério do Colegiado do PPGECM, poderão ser aceitos no Programa profissionais portadores de diploma universitário de duração plena em outros campos do saber, que comprovarem conhecimentos em Biologia, Física, Química ou Matemática, por meio da regência de aulas em alguma dessas áreas, em escolas públicas ou privadas. 


Competências:
De acordo com o Regimento Geral da UFU, art. 55., o Instituto de Química (unidade acadêmica) tem por competência:
I. planejar, coordenar, executar e avaliar as atividades de ensino, pesquisa e extensão nas respectivas áreas;
II. planejar a aplicação dos recursos orçamentários que lhe forem alocados e administrar os bens patrimoniais sob sua responsabilidade;
III. coordenar e implementar a política de recursos humanos da Unidade; e 
IV. elaborar e aprovar sua proposta de Regimento Interno em consonância com o Estatuto e o Regimento Geral.


Ocupantes e cargos:

Veja as informações em Equipe; Câmara/Comitê/Comissões e Conselho da Unidade.


Legislações:

Veja as informações em Legislações.


 

Horário de atendimento: 
08:00 às 12:00 e 14:00 às 19:00
+55 34 3239-4425 R:4425
Secretaria Geral
Ricardo Margonari da Silva
Henrique Gonçalves Borges
Roberto Gerken de Carvalho
Jéssica Putini Luizi Campos
Endereço: 
Campus Santa Mônica - Bloco 1D
Av. João Naves de Ávila - 2121 - Bloco 1D - Bairro Santa Mônica
Uberlândia - MG - CEP 38400-902
Tópicos: